12 outubro 2012

Take Care Of Agasshi (k-drama)

Uia! Já faz alguns dias que terminei de assistir a esse k-drama e não dá tempo de vir aqui escrever... mas vamos lá! 
Take Care of Agasshi, também conhecido como " Take Care of the Young Lady", ou "Take Care of My Lady", ou ainda "My Fair Lady", possui 16 episódios com uma hora de duração cada, transmitido originalmente entre agosto e outubro de 2009 pela KBS.
Esse romance / comédia tem uma temática simples: de um lado, Kang Hae Na (interpretada por Yoo Sang Hyun), uma herdeira de uma companhia milionária: extremamente chata, mimada, egocêntrica, egoísta, megalomaníaca e outras características afins. Vive suas atividades diárias despreocupadamente, apoiando-se na fortuna do avô - o presidente Kang (interpretado por Lee Jung Gil). Este senhor é um caso a parte. Criou a neta satisfazendo cada desejo e deixando-a solta na vida, tem a ilusão que do dia para a noite ela comece a liderar a companhia mesmo não sabendo porcaria nenhuma do negócio. Apesar de bem intencionado e amoroso, tem expectativas irreais quando a capacidade da neta. 
De outro lado, Seo Dong Chan (interpretado por Yoon Sang Hyun), devido a uma série de complicações na vida (e ao seu caráter duvidoso), tem problemas com dívidas e agiotas (sem mencionar o fato do seu passado questionável - era gigolô).
Em um belo dia esses dois (Hae Na e Song Chan) se envolvem em um acidente e começam os desentendimentos e brigas. Devido algumas reviravoltas e conversas com o avô da moça, Song Chan acaba se tornando o mordomo particular dela, com a promessa de domar seu gênio (indomável)... ehehe. A partir dai é uma série de situações engraçadas e algumas tocantes, muitas brigas e provocações mútuas. 
Os sentimentos de ambos acabam mudando e o relacionamento tomando outros caminhos. A princípio Song Chan aceita o emprego com a intenção de seduzir Hae Na e conseguir dinheiro para pagar suas dívidas, mas acaba abandonando a ideia quando se vê gostando realmente dela. A principio Hae Na faz de tudo para tornar a vida do mordomo um inferno, e não nutre sentimentos especiais por ele - ate mesmo se apaixona pelo advogado Lee Tae Yoon (interpretado pelo fofo Jung Il Woo) - mas com o passar das circunstâncias, também começa a gostar de Song Chan. 
O ponto positivo nessa situação é que não há aquele impasse irritante da moça ficar apaixonada por dois homens. Hae Na deixa de gostar de Tae Yoon para se focar em Song Chan. 
Creio que o ponto alto no desenvolvimento de Hae Na foi no período que ela descobriu que Song Chan começou a trabalhar para seduzi-la. O sentimento de decepção e conflito foram  muito bem interpretados. A postura do advogado Tae Yoon também foi perfeita. Creio que, em relação a trama, foi o ponto mais marcante.
Há várias outras situações que complementam a história... a situação da empresa, alguns parentes querendo usurpar a liderança da companhia, os relacionamentos da Song Chan, especialmente com Yeo Eui Joo (interpretada pela excelente Moon Chae Won) que ele considera como uma irmã mais nova (embora ela nutra sentimentos especiais por ele).
Arrisco-me a dizer que Eui Joo é uma das melhores personagens, juntamente com o advogado Tae Yoon.
Tive grandes duas surpresas com esses personagens.. primeiro foi conhecer o trabalho de Moon Chae Won...excelente atriz, muitíssimo competente... até vou procurar outras obras que ela tenha participado.
A outra ótima surpresa foi em relação a Jung Il Woo, que protagonizou o excelente "Flower boy Ramyun Shop", de 2011,  (já comentado AQUI). Fiquei bem impressionada com sua atuação, principalmente porque me lembrava ainda de Flower Boy Ramyun Shop. Cresceu muitíssimo em meu conceito, visto que dois personagens tão diferentes e únicos foram interpretados tão bem. Nota 10 pra ele.
De maneira geral gostei muito desse drama.. com alguns exageros aqui e ali, mas não há grandes problemas.  Tem um  bom desenvolvimento e os personagens são coerentes e com questionamentos convincentes. Os pontos positivos acabam superando os negativos. Todos os personagens tiveram evoluções interessantes, e no final as coisas finalizaram de maneira satisfatória e apaziguadora. Foi bem legal Hae Na fazer as pazes com o tio, apesar das safadezas que o cidadão aprontou, o sentimento de valorizar os laços familiares foi um aspecto interessante de ser enfatizado, especialmente porque nas produções brasileiras a família é colocada em último lugar, o que mais se enfatiza são sentimentos de vingança e coisas do gênero. 
Também a solução para a empresa foi coerente... nada de soluções mirabolantes... adotaram uma alternativa plausível. 
Enfim... uma série agradável e interessante, não ficou entre minhas prediletas mas é inegável que se trata de uma obra que vale a pena conferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário