25 novembro 2013

Usando afinador Korg CA-40 no violoncelo

Olá amados! tudo bem?
Post de final de semana... alias, daqui uns minutos já é segunda feira. OMG
Isso aqui é um post para falar do básico do básico da afinação do violoncelo. Eu já coloquei em um post passado 4 mp3 (se não me engano), cada um com o som da corda solta do violoncelo. Um com o som do Lá, outro com o Ré, outro com o Sol e outro com o Dó. Para o pessoal tocar e ir comparando com o próprio violoncelo e acertar a afinação. 
Eu moro em uma cidade onde a amplitude térmica é grande... de manhã geralmente é um gelo, depois esquenta, chove, passa tufão, depois a noite esfria de novo, neva e assim vai... então nos instrumentos de corda é normal a madeira "trabalhar"... no meu primeiro ano o meu violoncelo perdia muito a afinação... passava de uma nota para outra com muita facilidade e muitas vezes para acertar de novo a afinação a gente mexia nas cravelhas. 
Agora no segundo ano, a madeira esta mais velha e está mais comum desafinar só meio tom.. para acertar a afinação, mexer nos microafinadores é o suficiente.. apertando ou desapertando.
Acontece que meu ouvido não está muito treinado para esse tipo de afinação HEHEHE... então resolvi comprar um Afinador cromático da Korg (modelo CA-40). E digo-vos. Foi muito bom o investimento. 
Eu sei que parece óbvio o que eu vou falar aqui... mas eu sei também que tem muita gente com dúvidas básicas... e todos já passaram por um nível de aprendizagem que tropeçamos nas dúvidas básicas. Então para você, meu querido amigo que está no início do aprendizado do violoncelo, e sofre pq não sabe afinar "de ouvido", nada de vergonha. Compre um Afinador cromático da Korg CA-40 e mãos a obra. (É cromático porque ele identifica não só Dó, Ré, Mi e assim por diante, como também Dó Sustenido, Ré bemol, e assim por diante)
Isso não é propaganda.. só foi esse modelo que eu comprei e achei ótimo... HEHEH
A aparência dele é essa ai do lado. Ele serve para qualquer instrumento. 
Vamos para o funcionamento básico: Ligue no botão vermelho. hahaha
No nosso caso, cellistas iniciantes, vamos deixar a frequência de 440 Hz. Menos do que isso seria para afinar instrumentos barrocos e tals... enfim... então não precisa mexer em nada porque esse é o padrão que vem assim que você compra.
O afinador usa a nomenclatura americana das notas. Ou seja, 
C para Dó, 
D para Ré, 
E para Mi, 
F para Fá, 
G para Sol, 
A para Lá, 
B para Si.
O aparelho tem três luzinhas: o primeiro sinalizando "b", que significa bemol, ou seja, quando acender quer dizer que a nota que está sendo tocada é bemol, ou seja, está meio tom abaixo. 
A segunda luzinha é a verde, a sua "meta", quando a nota está certinha só a luzinha verde acende.
A terceira luzinha é o sinal de sustenido, ou seja, a nota está meio tom acima.
Com isso em mente, pegue o violoncelo, o arco, coloque o afinador na frente e toque a corda, por exemplo, Lá. 
Para ela estar "ok", é preciso aparecer a letra "A" (somente a letra A, porque é possível que o afinador identifique, por exemplo, um A# - Lá sustenido, que é um Lá diferente do que você quer) e ligar somente a luz do meio, a verde. 
Se aparecer a letra A e a luzinha verde e o sinal de sustenido acenderem, quer dizer que você está tocando uma Lá um pouco sustenido, ou seja, meio tom acima do que deveria.. então desaperte um pouco a corda Lá. Desapertando você deixa a corda mais grave. Use o microafinador para desapertar, porque será preciso desapertar bem pouco. (No sentido horário aperta, no sentido anti-horário afrouxa). 
Se o que acendeu foi o sinal de bemol (primeira luzinha) e o verde, o tom está abaixo, ou seja, aperte um pouquinho o microafinador. 
E fique nesse ritual.... Passe o arco com calma pela corda solta, algumas vezes, para o afinador identificar corretamente o som. Aperte ou afrouxe a corda. Toque de novo. E vá conferindo.
Faça isso em todas as cordas.... na corda Lá - A.... Corda Ré - D... Corda Sol - G.. Corda Dó - C.
Eu creio que variações de meio tom são sanadas mexendo nos microafinadores do violoncelo. Se aparecer um, sei lá, F (fá) quando você tocar a corda G (sol) ...que foi o meu caso esses dias, dai é preciso dar uma apertadinha usando a cravelha. 

Claro que o ideal é identificar tudo de ouvido, mas convenhamos, isso é aprendizado, se você continuar estudando, é claro que chegará o dia que você identificará de ouvido.. mas até lá, é importante também estudar com as cordas afinadas, para você memorizar o som correto delas, e não tem nada demais usar um afinador para identificar direitinho as notas.

Eu espero que tenha sido útil o post... pessoal iniciante (eu me considero iniciante hahaha) certamente tem ou já tiveram essas dúvidas e as vezes explicações bem simples são difíceis de achar.... é, essas coisas acontecem.. de tão simples o pessoal acha que é óbvio mas esquecem que um dia também não sabiam.

É isso amados, espero que tenham uma semana repleta de paz! 
Abraços!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário